A Sinclair foi atingida com uma multa recorde de US $ 48 milhões por sua tentativa fracassada de comprar a Tribune Media

Negócios E Trabalho

Os reguladores disseram que a Sinclair planejava fazer parecer que havia alienado em áreas necessárias, mas na verdade ainda controlaria as estações.

Logotipo do Sinclair Broadcast Group

Na quarta-feira passada, o Sinclair Broadcast Group concordou em pagar uma multa recorde de US $ 48 milhões à Comissão Federal de Comunicações pela conduta de Sinclair ao tentar comprar a Tribune Media em um negócio que fracassou em parte por causa de preocupações da FCC.



A Sinclair, dona de 191 emissoras de TV em todo o país, tentou comprar Tribune Media por US $ 3,9 bilhões em 2018 . O presidente da FCC, Ajit Pai, considerou partes do acordo problemáticas e causa 'séria preocupação' depois que a comissão descobriu que a Sinclair não havia sido aberta sobre como iria alienar algumas estações conforme exigido pelos regulamentos da FCC. Os reguladores disseram que a Sinclair planejava fazer parecer que havia alienado, mas ainda controlaria as estações.

pior jornalista do ano

“A conduta de Sinclair durante sua tentativa de se fundir com a Tribune foi completamente inaceitável,” Pai disse em um comunicado . “A penalidade de hoje, juntamente com o fracasso da transação Sinclair / Tribune, deve servir como um conto de advertência para outros licenciados que buscam a aprovação da Comissão para uma transação no futuro. Por outro lado, discordo daqueles que, por razões transparentemente políticas, exigem que revogemos as licenças de Sinclair. Embora eles não gostem do que consideram ser os pontos de vista da emissora, a Primeira Emenda ainda se aplica por aqui. ”

O presidente e CEO da Sinclair, Chris Ripley, tentou colocar uma cara de bravura na multa histórica da FCC, na verdade agradecendo a FCC pelo caro acordo.



biografia de ashley parker new york times

“Sinclair está satisfeito com a resolução anunciada hoje pela FCC e por seguir em frente”, disse Ripley em um comunicado. “Agradecemos à equipe da FCC por sua diligência em alcançar esta resolução. A Sinclair está empenhada em continuar a interagir de forma construtiva com todos os seus reguladores para garantir a conformidade total com as leis, regras e regulamentos aplicáveis. ”

Esta é a segunda multa multimilionária que a FCC impõe à Sinclair. Em dezembro de 2017 , a Comissão multou a emissora em mais de US $ 13 milhões por não ter feito as divulgações exigidas para a programação paga. Essa também foi a maior multa já cobrada contra uma emissora por não identificar um comercial como conteúdo pago. Nesse caso, Sinclair transmitiu o que pareciam ser notícias - em alguns casos, programas de 30 minutos -, mas na verdade era conteúdo pago pela Fundação Huntsman do Câncer.

Esta penalidade é o dobro do recorde anterior para uma emissora, que foi de US $ 24 milhões pagos pela Univision em 2007 por exibindo novelas infantis em vez da programação educacional necessária.



Al Tompkins é professor sênior da Poynter. Ele pode ser contatado em atompkins@poynter.org ou no Twitter, @atompkins.

quanto custa uma assinatura Star Tribune