Megyn Kelly compartilhou seus pensamentos sobre a Fox News e sua cobertura da eleição de 2020

Relatórios E Edição

Ela disse que a cobertura da Fox News deixou os telespectadores confusos e que o ex-presidente e CEO Roger Ailes não teria chamado Joe Biden de presidente eleito.

Megyn Kelly. (DVT / STAR MAX / IPx)

Durante uma entrevista no SiriusXM com Dan Abrams, Megyn Kelly, ex-personalidade de longa data da Fox News no ar, disse que é “inteligente como uma decisão de negócios” que a Newsmax e a OAN forneçam sua programação aos partidários obstinados de Trump.



Quanto à Fox News, Kelly falou sobre como ela acha que o falecido Roger Ailes, o ex-presidente e CEO da Fox News, teria lidado com a eleição de 2020. Ela primeiro disse que a cobertura atual da Fox News - com algumas personalidades no ar se agarrando vigorosamente a alegações infundadas de que a eleição não acabou e outros relatando o fato de que acabou - deixou os telespectadores confusos.



Kelly disse: “Se Roger estivesse lá, ele estaria dizendo,‘ pelo menos consiga um especialista em todos esses programas para, pelo menos, defender o caso do presidente ’. E acho que eles perderam uma oportunidade por não fazer isso.”

Abrams perguntou a Kelly que, se Ailes ainda estivesse na Fox News, a emissora chamaria Joe Biden de presidente eleito?



“Acho que não”, disse Kelly, acrescentando: “Roger era muito mais conspiratório do que as pessoas realmente sabiam. Quero dizer, se você pudesse ouvir o que ele disse a portas fechadas sobre qualquer conspiração do dia, como 'Obama é um muçulmano?', Você teria ficado muito surpreso. ”

Na verdade, não sei se alguém teria ficado tão surpreso, dado o que estava na Fox News naquela época e o que agora sabemos sobre Ailes. E, honestamente, os comentários de Kelly revelam uma mentalidade preocupante que permanece com alguns na Fox News.

Este artigo foi publicado originalmente no The Poynter Report, nosso boletim diário para todos os que se preocupam com a mídia. Assine o Relatório Poynter aqui.