Quatro mulheres entram com processo contra o padre jesuíta, autor

Outro

-Quatro mulheres entraram com um processo contra um padre jesuíta, ex-professor da Universidade Loyola e autor de best-sellers de livros cristãos, alegando que ele as abusou sexualmente entre 1966 e 1973.

Uma das mulheres é Patrice Regnier, que diz que o reverendo John Powell a levou para o quarto da casa de seus pais em Winnetka para ouvir sua confissão, mas em vez disso a agrediu sexualmente.

Regnier tinha 13 anos na época. Ela diz que o abuso sexual continuou por cerca de dois anos. As outras três mulheres, que estavam em idade universitária quando dizem que Powell abusou delas, não são citadas no processo.

Powell, 77, é autor de duas dezenas de livros, muitos deles misturando teologia católica e devoção espiritual com psicologia e auto-ajuda. Eles incluem “O Segredo de Permanecer Apaixonado” e “Fully Human, Fully Alive”.

Ele está aposentado e mora em uma casa de convalescença jesuíta perto de Detroit. Ele está com uma saúde extremamente frágil, disse o Rev. Daniel Flaherty, tesoureiro da Ordem de Powell, a Província de Chicago da Companhia de Jesus.

Powell, que ensinou em Loyola de 1967 até sua aposentadoria em 1996, não retornou imediatamente uma ligação para comentários deixada na casa de convalescença na terça-feira.